Esperança faz viver

 
O país da esperança e da desesperança

por rui camacho JORNALISTA

Num dos inúmeros inquéritos com que as nossas televisões e rádios enchem tempo de antena a custo reduzido, fazia-se uma pergunta que, aliás, se ouve formulada por todo o lado "Acredita na recuperação do país?"

As previsões são quase sempre pessimistas e muita gente espera que "alguém tenha mão nisto". Não se sabe bem quem é essa desejada figura providencial nem onde, exactamente, querem que ela ponha a mão. Não será, por certo, nos benefícios e nos direitos que todos viemos acumulando e que já claramente ultrapassaram o limite das capacidades do Estado no financiamento dos sistemas de saúde, de previdência e de educação. Aí, compreensivamente, ninguém quer que se toque. Mas menos aceitável é que também ninguém queira que se lhe exija mais empenhamento no trabalho, maior contenção nas despesas, mais honestidade nas contribuições fiscais, mais consciência cívica e brio profissional. Não há maneira de reconhecermos que somos um país pobre que vive acima das suas possibilidades – e um país de cigarras a pretender um futuro tranquilo de formigas.

É que, para a maioria dos portugueses, o futuro não é o resultado do esforço pessoal e do empenhamento colectivo. Não é o que eles fizerem hoje, mas o que esperam que fará por eles alguém ou alguma coisa. E isso tanto pode ser uma conjugação de astros excepcionalmente favorável aos seus desígnios, como a eleição de um presidente da República economista..

.

Sobre Lena

Tenho muitas paixoes, mas a principal é viver
Esta entrada foi publicada em Em Portugal. ligação permanente.

2 respostas a Esperança faz viver

  1. Fernando diz:

    O Rui Camacho tem razão. Portugal vive acima das suas possibilidades. Todos temos que fazer mais. mas a verdade é que Portugal é o país da Europa dos !5 em que o fosso entre ricos e pobres é maior e por isso a partilha das dificuldades tem de ter isso em conta e não é sempre prejudicando os mais fracos. Gostei muito de ler o Portugal visto por uma emigrante… Muito bem. Obrigado pelo comentário.

  2. Unknown diz:

    OlaO teu texto diz quase tudo.Mas também deveriamos perguntar aos portugueses se querem trabalho ou emprego. Basta, que olhemos para o que se passa com os politicos corruptos do nosso país… sentimos um especie de veneração para com essa gente – estes tipos é que são espertos, estes é que sabem viver – parece que nos conseguimos projectar no que esse pessoal faz. Por isso, tudo o que acontece no nosso país é reflexo dessa nossa postura e forma de estar e de sermos complacentes para com quem tem os nossos destinos nas mãos. Uma boa análise do estado do nosso Portugal.Um beijo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s