Nostalgia….

 
Ontem, estava com tempo, nao sabendo que fazer, voltei para traz revisitar meu espaço desde do principio…3 horas depois de ter começado ainda so estava a meio e pensei como era possivel ter ajuntado tanta poesia o artigos de actualidade, comentarios de todos que por aqui passaram….
é como numa casa, temos tendancia a querer guardar tudo e o fim duns tantos anos temos armarios, caves, garagens, sotos cheios de caixotes com coisas que ja nao servem mas que nao queremos nos separar….quando voltamos assim atraz, ficamos nostalgicos…dos meus caixotes (da minha leitura de ontem) encontrei la esta poesia num comentario..juntei lhe a foto..
 
 
                 
 
                                                                          A casa
 
Era uma casa
Muito engraçada
Não tinha teto
Não tinha nada
Ninguém podia
Entrar nela não
Porque na casa
Não tinha chão
Ninguém podia
Dormir na rede
Porque a casa
Não tinha parede
Ninguém podia
Fazer pipi
Porque penico
Não tinha ali
Mas era feita
Com muito esmero
Na Rua dos Bobos
Número Zero
 
Vinicius de Moraes
 
 

Sobre Lena

Tenho muitas paixoes, mas a principal é viver
Esta entrada foi publicada em Non classé. ligação permanente.

4 respostas a Nostalgia….

  1. Dia diz:

    Também faz parte das minhas recordações de infância , era uma canção girissima…
    Eu vivia cantorolando essa e outras…
    A minha mãe muitas vezes me diz…" que saudades daquela menina que saltitava todo o dia e cantava…
    agora  por vezes fexo-me no sotão e fico vendo as recordações e fexo os olhos e parece que te oiço a cantar"
    Tem um excelente dia
    Um beijinho
    Dia

  2. Helena diz:

    é pena que nao ha o som, nao sabia que este poema era cantado..
    senao pedia te que me o cantasses..

  3. Dia diz:

    Era um grupo de meninas brasileiras, era muito lindo… hoje de pois de ler o teu poema , fui com a canção no pensamento e lá no serviço, o pessoal quase todo recordou, foi muito giro

  4. Ismael diz:

    Minha querida Lena
    Um ermo no meio da montanha, uma cabra e um cabrito pastando, um pequeno horto cultivado, e uma cabana.
    Um homem e uma mulher, completavam  o lírico cenário, do perfeito e romântico, amor e uma cabana… enfim sós .
    Beijos,
    Lito

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s