MÚTUA CONQUISTA

 
                             

…Depois só tremura,

Só doçura,

Só um choro

Ah…. Quão suave o teu leve grito,

Cálido que sobe e desce a felicidade

Ascende

Acende-se

Passeia tua lenta língua sobre o meu corpo

A tua pelo meu umbigo.

No ninho do teu abrigo.

 

Onde cavalgam éguas com ampliadas garupas

Aromáticas crinas

Amplas e negras,

Ardorosas, cheirosas.

É minha

A que desce e ascende a felicidade

Que acende e treme.

É como um pouco de sol

 

Dourada a sua beleza

Oferece as mãos que a tomam

A alçam e a giram e a tombam

 

Doces

Os teus lábios

Que crescem nos meus.

Crescem e crescem mais

No teu calor

Na tua umidade morna,

Na tua doçura e no teu tremor

Os dois num só corpo amplo se enlaçam

Desce à felicidade e sobe

A felicidade quase canta e chora e…

lentamente eu amo-a.

 

Fernando Páscoa

 

Sobre Lena

Tenho muitas paixoes, mas a principal é viver
Esta entrada foi publicada em Poesia. ligação permanente.

2 respostas a MÚTUA CONQUISTA

  1. Dia diz:

    A felicidade pode crescer de várias formas…
    Mas assim descrita por Fernando Pessoa deixa-nos enlevados na brisa do amor…
    E a sonhar…
    Um beijinho
    Dia
     
     

  2. Helena diz:

    esta poesia nao é de Fernando Pessoa mas de Fernando Pascoa, foi um poeta que descobri visitanto um espaço…e gostei da maneira como ele escreve…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s